NOTÍCIAS

O seu filho segue uma alimentação balanceada?

21.07.2010

Indicados por médicos pediatras e nutricionistas, os suplementos completos e balanceados são ideais para evitar que as crianças entrem em risco nutricional, quando recusam alimentos

 

Que uma alimentação saudável precisa conter carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas, minerais e fibras todo mundo sabe. Mas o que muitos pais não imaginam é que uma alimentação desprovida desses itens podem trazer perdas irreversíveis aos seus filhos. “A falta de nutrientes na alimentação pode provocar a subnutrição – estágio leve da desnutrição – dependendo do agravo e de quanto tempo a criança fica sem acesso aos nutrientes necessários pode ter seqüelas irreversíveis no desenvolvimento. Por exemplo, a deficiência de cálcio na infância pode levar ao raquitismo que é malformação dos ossos e dentes”, ressalta Priscila Maximino – nutricionista da Nutrociência Assessoria em Nutrologia. A especialista explica que a criança precisa comer os alimentos de forma variada e colorida mas a quantidade também deve ser suficiente para suprir as necessidades da faixa etária.

 

 

 

Os nutrientes são responsáveis pelo fornecimento de energia para todas as atividades metabólicas e também matéria-prima para o crescimento e regeneração das partes corporais desgastadas pelo uso. Priscila afirma que uma alimentação equilibrada e balanceada deve incluir carnes (vermelha, frango e peixe), cereais (arroz, aveia aipim, batata-doce, macarrão, batata, cará, farinhas), feijão, frutas, vegetais amarelo-alaranjados (cenoura, abóbora, manga, mamão), vegetais verde-escuros (espinafre, brócolis, couve,agrião), hortaliças cruas e pequenas quantidades de alimentos ricos em gordura e açúcar (margarina, manteiga, óleos, açúcar, chocolate e outros alimentos doces ou gordurosos). Uma alimentação pobre em nutrientes pode causar atraso de crescimento e dificuldade de ganho de peso o que gera aumento das chances de adquirir infecções de repetições, como gripes, resfriados etc. A falta de concentração e a dificuldade de aprendizado também fazem parte desse quadro.

 

 

 

 

 

            Importância dos nutrientes na saúde de crianças – a partir de 2 anos

 

 

 

Nutriente

 

Funções no organismo

 

Recomendação diária

 

Alimentos-fonte

 

Carboidratos complexos

 

·         Principal reserva energética do organismo;

 

·         Função estrutural de membranas plasmáticas das células.

 

45-65% do Valor Calórico Total (VCT): 130 g

 

2 a 6 anos

 

3 ½ colheres de servir de arroz (437,5 g)

 

6 copos de cereal matinal de milho (155 g)

 

6 ½ colheres de sopa de macarrão cozido (330 g)

 

4 ½ unidades de pão francês (225 g)

 

Proteínas de alto valor biológico

 

Componentes vitais das células;

 

Auxiliares no transporte de substâncias pelo sangue;

 

Constituintes de enzimas dos processos fisiológicos;

 

Constituintes dos hormônios e neurotransmissores;

 

Constituintes do sistema imunológico;

 

Participantes do processo de contração muscular;

 

Fornecedores de energia em situações específicas.

 

5-20% VCT: 13 g

 

4 a 6 anos

 

10-30% VCT: 19 g

 

 

 

2 e 3 anos

 

½ bife médio de carne bovina (40 g)

 

2 unidades de ovos (100 g)

 

½ filé de peixe médio (55,0 g)

 

1/3 copo americano de leite de vaca integral (50 mL)

 

4 a 6 anos

 

½ bife grande de carne bovina (60 g)

 

2 ½ unidades de ovos (125 g)

 

1 filé de peixe pequeno (80 g)

 

½ copo americano de leite de vaca integral (75 mL)

 

Ácidos Graxos Poliinsaturados Ômega 3 e 6

 

·         Apresentam função antiinflamatória;

 

·         Diminuem viscosidade sanguínea;

 

·         Reduzem níveis de triglicerídeos e colesterol no sangue;

 

·         Auxiliam no controle dos níveis glicêmicos;

 

·         Previnem alguns tipos de cânceres;

 

·         Participam do controle da função imunológica.

 

Omega 3

 

0,5 a 1,2 g

 

Omega 6

 

1,5 a 3,6 g

 

Relação Omega 6/3

 

Até 3:1

 

2 a 6 anos

 

Omega 3

 

¾ - 1 ½ colher de sopa de sardinha em óleo (15 – 36 g)

 

½ - 1 ¼ filé de salmão médio (40 – 100 g)

 

¼ - ½ colher de sopa de semente de linhaça (3 - 6 g)

 

Omega 6

 

1 – 2 ½ colher de sopa de semente de linhaça (27 – 67,5 g)

 

1/3 – 1 colher de sopa de óleo de soja (2,5 – 8 mL)

 

Fibras alimentares

 

·         Previnem a constipação intestinal;

 

·         Previnem câncer de cólon de intestino;

 

·         Reduzem níveis glicêmicos;

 

·         Reduzem níveis de triglicerídeos e colesterol no sangue;

 

·         Aumentam a saciedade.

 

19 g

 

4 a 6 anos

 

25 g

 

2 e 3 anos

 

2 copos duplos de aveia em flocos (200 g)

 

3 colheres de servir de cenoura crua (240 g)

 

3 colheres de servir couve refogada (220 g)

 

2 copos americanos de abacate (300 g)

 

1 ½ unidade de goiaba média (300 g)

 

 

 

2 ½ conchas de feijão cozido (215 g)

 

4 a 6 anos

 

2 3/4 copos duplos de aveia em flocos (275 g)

 

4 colheres de servir de cenoura crua (320 g)

 

3 ½ colheres de sopa de couve refogada (255,5 g)

 

2 ½ copos americanos de abacate (375 g)

 

2 unidades de goiaba média (400 g)

 

3 ½ conchas de feijão cozido (301 g)

 

Cálcio

 

·         Construção e manutenção de ossos e dentes;

 

·         Controle do metabolismo;

 

·         Transporte de membranas, transmissão de íons, liberação de neurotrasmissores;

 

·         Transmissão nervosa e regulação da função muscular cardíaca;

 

·         Co-fator de reações enzimáticas.

 

2 e 3 anos

 

500 mg

 

4 a 6 anos

 

800 mg

 

2 e 3 anos

 

2 ½ copos americanos de leite de vaca integral (375 ml)

 

2 fatias de queijo Minas (90 g)

 

5 potes de iogurte de frutas (500 mL)

 

6 colheres de servir de couve refogada (240 g)

 

5 colheres de sopa de sardinha (100 g)

 

4 a 6 anos

 

4 copos americanos de leite de vaca integral (600 mL)

 

3 1/3 fatias de queijo Minas (150 g)

 

8 potes de iogurte de frutas (800 mL)

 

11 colheres de servir de couve refogada (440 g)

 

8 colheres de sopa de sardinha (160 g)

 

Ferro

 

·         Auxilia o transporte de oxigênio e gás carbônico no sangue;

 

·         Participa do processo de respiração celular e geração de energia;

 

·         Influencia o sistema imunológico;

 

·         Influencia o desempenho cognitivo pela relação na síntese de neurotransmissores.

 

2 e 3 anos

 

7 mg

 

4 a 6 anos

 

10 mg

 

2 e 3 anos

 

1 unidade de bife de fígado bovino grande (120 g)

 

2 unidades grandes de bife bovino (240 g)

 

10 unidades de coração de frango (100 g)

 

6 ¼ conchas de feijão cozido (537,5 g)

 

4 a 6 anos

 

1½ unidade de bife de fígado bovino grande (180 g)

 

2 ¾ unidades grandes de bife bovino (330 g)

 

15 unidades de coração de frango (150 g)

 

9 conchas de feijão cozido (774 g)

 

Zinco

 

·         Participa de reações de síntese e degradação de carboidratos, lipídeos, proteínas e ácidos nucléicos – DNA e RNA;

 

·         Constituição de proteínas;

 

·         Constitui sinal intracelular de células cerebrais;

 

·         Apresenta função imune.

 

2 e 3 anos

 

3 mg

 

4 a 6 anos

 

5 mg

 

2 e 3 anos

 

¾ filé de peixe médio (135 g)

 

½ unidade pequena de bife bovino (40 g)

 

8 unidades de coração de frango (80 g)

 

5 copos americanos de leite de vaca integral (750 mL)

 

4 a 6 anos

 

2 ¾ filé de peixe médio (220 g)

 

¾ unidade pequena de bife bovino (60 g)

 

13 unidades de coração de frango (130 g)

 

8 copos americanos de leite de vaca integral (1200 mL)

 

Vitamina D

 

·         Manutenção do equilíbrio das concentrações de cálcio e fósforo no organismo;

 

·         Auxílio na diferenciação, proliferação e crescimento celular em diversos tecidos, incluindo pele, músculos, pâncreas, nervos, glândula paratireóide e sistema imunológico.

 

2 a 6 anos

 

5 μg

 

2 a 6 anos

 

¼ colher de sopa de óleo de fígado de bacalhau (2 mL)

 

4 colheres de sopa de atum em lata (80 g)

 

7 ½ unidades de ovo (375 g)

 

 

 

Vitaminas do Complexo B

 

·         Atuam no metabolismo celular, por serem coenzimas envolvidas nas reações de produção de energia;

 

·         Atuam na desintegração de gorduras e proteínas;

 

·         Auxiliam o funcionamento normal do sistema nervoso;

 

·         Manutenção da pele e mucosas,

 

Variáveis conforme o tipo, exemplo:

 

Vitamina B1 e B2

 

2 e 6 anos

 

0,5 mg

 

 

 

2 e 3 anos

 

Vitamina B1

 

½ colher de servir de arroz integral (62,5 g)

 

1 copo duplo de aveia em flocos (100 g)

 

10 unidades de biscoito água e sal (70 g)

 

1 1/3 copo de farinha láctea (36 g)

 

Vitamina B2

 

2 copos de cereal matinal de milho (50 g)

 

1 ½ unidade de pão francês (75 g)

 

20 unidades de biscoito maisena (120 g)

 

 

 

Chatinhos para comer

 

Além da conscientização de uma alimentação baleanceada para o seu filho, deve ser observado se a criança possui dificuldades para se alimentar. Nesse caso, a orientação é procurar um especialista infantil, pois outros fatores podem influenciar o comportamento alimentar e alguns deles são referentes à própria criança. Aquela que é muito agitada e ativa, por exemplo, raramente demonstra sinais de fome ou interesse na alimentação. Outras podem ter tido uma experiência traumática, desagradável com o alimento (engasgo, dieta por sonda, etc) e desenvolvem verdadeiro medo da comida. Já algumas crianças podem ter baixo apetite por conta de alguma doença orgânica, principalmente problemas relacionados ao trato digestório. As crianças cujos pais têm dificuldades em impor limites na educação de seus filhos tem maior chance de apresentarem dificuldades alimentares. 

 

 

 

Em casos como esse, o suplemento alimentar pode ser um aliado dos pais para garantir a nutrição completa e balanceada para crianças que não comem bem. Priscila indica o uso de suplementos quando há dificuldade por qualquer motivo de garantir a ingestão adequada de alimentos. “Paralelo ao uso de suplementos deve haver um trabalho de educação alimentar à criança e à família”, conclui.

 

 

 

Os suplementos, como o PediaSure, elaborado pela Abbott, é um alimento em pó com fórmula balanceada e equilibrada – fonte de proteínas, lipídeos, carboidratos, vitaminas e minerais, que não interfere no apetite da criança. Afinal a sua finalidade não é substituir refeições, mas sim fornecer um equilíbrio à alimentação natural. Vale ressaltar que o produto deve ser usado de acordo com a orientação do especialista.

 

 

 

Nutritivo e saboroso