NOTÍCIAS

DESMITIFICANDO A DIETA SEM GLÚTEN

09.07.2015

- O que é o glúten?

Proteína presente em alimentos compostos por trigo, centeio, cevada, malte ou aveia.

 

 

 

- A dieta sem glúten é para todos?

A dieta sem glúten é indicada apenas nos casos de:

 

1.      Doença celíaca (doença autoimune que provoca inflamações no intestino delgado e o deixa incapaz de absorver o glúten – 1% da população)

Sintomas: Problemas gastrointestinais, como dores abdominais, gases e diarreia. Enxaqueca, doenças respiratórias, osteoporose e anemias também podem acometer esses indivíduos.

Diagnóstico: exames que testam anticorpos específicos e de alterações intestinais observadas por biópsia

 

2.      Sensibilidade ao glúten (forma de intolerância ao glúten – 3 a 6% da população)

Sintomas: Semelhantes ao da doença celíaca, porém em menor intensidade.

Diagnóstico: Clínico, através da observação de sintomas quando a doença celíaca e a alergia ao trigo foram excluídas.

 

3.    Alergia ao trigo (resposta imunológica exagerada às proteínas do trigo - 0,1% da população ocidental)

Sintomas: erupções e coceiras na pele além de possíveis sintomas gastrointestinais e anafilaxia – reação aguda

Diagnóstico: Realizado pelo alergista, a partir de história clínica, exames cutâneos e dosagem de anticorpo Imunoglobulina E (IgE) no sangue.

Não há embasamento científico para recomendar a dieta glúten-free para indivíduos que não apresentam nenhum destes diagnósticos, logo, nestes casos não há necessidade de eliminar o glúten da alimentação.

 
- A dieta sem glúten esta associada à redução do peso corporal?

Não!!

Alguns indivíduos relatam redução do peso corporal na fase inicial da dieta sem glúten, porém provavelmente isto ocorre devido à restrição de alimentos, especialmente fora de casa.

Entretanto alguns estudos relatam possível associação da dieta glúten-free com o ganho de peso corporal! Isto pode ser explicado por alguns motivos:

1.      Aumento do consumo da diversa gama de produtos sem glúten disponíveis no mercado, como forma de compensar a retirada dos alimentos com glúten da dieta;

2.                  A ausência de glúten não significa que o alimento é menos calórico! Pelo contrário, muitas vezes os produtos sem glúten são mais calóricos do que os convencionais;

 

3.      Os produtos sem glúten são pobres em fibras, deste modo conferem menor sensação de saciedade além de possuírem maior índice glicêmico do que alimentos convencionais;

 

4.      Muitas vezes, a dieta glúten-free leva à redução do consumo de carboidratos em detrimento do aumento do consumo de gorduras.

 

 

 

Texto adaptado por: Ilana de Oliveira - Nutricionista/UFRJ