NOTÍCIAS

EPOC: Excesso de consumo de oxigênio pós-exercício

29.01.2015

 Você Sabia: Que após o término da atividade física, o consumo de oxigênio (EPOC) permanece elevado por vários minutos ou até mesmo horas dependendo da intensidade, volume e tipo do exercício?

 


Chamamos de EPOC – “Excess post excersise oxygen consumption” ou traduzindo: excesso de consumo de oxigênio pós-exercício. 

Após o término da atividade física, o consumo de oxigênio permanece elevado por vários minutos ou até mesmo horas dependendo da intensidade, volume e tipo do exercício (Binzen et al., 2001; Burleson et al., 1998; Thornton et al., 2002, Elliot et al., 1992). Este fenômeno é conhecido como consumo excessivo de oxigênio pós-exercício (EPOC, do inglês excess post-exercise oxygen consumption), e pode ser atribuído às alterações ocorridas em diversos mecanismos fisiológicos, como temperatura corporal, taxa ventilatória, níveis hormonais, atividade cardíaca, reabastecimento dos estoques de ATP-CP, reposição de oxigênio na circulação e no músculo, oxidação de lactato, ressíntese de glicogênio, bomba de sódio-potássio (Bahr et al., 1992; Haltom et al., 1999), maior concentração de catecolaminas, presença de cortisol, aumento no metabolismo dos ácidos graxos, lesão muscular induzida pelo exercício (Gaesser e Brooks, 1984; Dolezal et al., 2000), entre outros.

Traduzindo: Após atividade física o gasto calórico se mantém elevado por conta do EPOC.