NOTÍCIAS

AERÓBIO ENGORDA? NÃO!!

06.06.2014

Recentemente foi veiculada em algumas mídias a informação de que o exercício aeróbio engorda. Diferente do que foi afirmado em tais mídias, a resposta para essa pergunta é NÃO!!!

Em uma recente revisão sistemática analisou vários estudos sobre os efeitos do exercício aeróbio, de força e combinado (aeróbio + força) nos fatores de risco cardiovascular (HDL, triglicerídeos, colesterol total) e na composição corporal (massa livre de gordura, massa corporal, circunferência da cintura) em indivíduos com sobrepeso e obesidade.

Após análise de 15 artigos, os pesquisadores concluíram que para quem quer emagrecer (diminuir a circunferência da cintura e massa corporal) os melhores modelos de treino foram o aeróbio e o combinado (aeróbio + força).

Além disso, esses modelos de treino aeróbio + combinado são os melhores para reduzir os fatores de risco cardiovascular.

O treinamento de força isolado foi pouco efetivo em melhorar os fatores de risco cardiovascular analisados, melhorando principalmente a força e a massa livre de gordura.

Interessantemente que dos 15 estudos analisadores, 14 foram realizados com aeróbio contínuo e apenas 1 com intervalado.

Impact of Different Training Modalities on Anthropometric and Metabolic Characteristics in Overweight/Obese Subjects: A Systematic Review and Network Meta-Analysis Published: December 17, 2013.

 

Mas qual seria o melhor método de treinamento aeróbio? Com certeza a combinação dois dois!!

O exercício aeróbio pode ser sim uma estratégia para quem quer emagrecer e melhorar seu desempenho aeróbio, além disso, a utilização do treinamento intervalado pode ser usado, mas não todos os dias, visto que, estudos demonstram que indivíduos que realizam o treinamento intervalado durante dias consecutivos apresentavam diminuição da imunidade corporal.

Nesse aspecto, pesquisadores têm utilizado um modelo chamado de treinamento polarizado (um modelo que combina os dois métodos: o treinamento intervalado e o contínuo de longa e curta duração), e surpreendentemente esse modelo apresenta melhores resultados na capacidade cardiorrespiratória, tempo até a exaustão e potência pico, quando comparado ao treinamento intervalado consecutivo.

Portanto, a melhor opção parece ser a utilização do exercício aeróbio contínuo combinado com treinamento intervalado!

 

Links:

http://journal.frontiersin.org/Journal/10.3389/fphys.2014.00033/abstract

http://www.plosone.org/article/info%3Adoi/10.1371/journal.pone.0082853


Cuidado com as informações postadas nas mídias e redes sociais!

 

 

Texto escrito por Thiago Barreto