NOTÍCIAS

Saiba como a alimentação pode fortalecer o seu sistema imunológico

31.07.2012

  

Alimentação

Alimentação pode ser um excelente remédio para tornar sistema imunológico mais forte e prevenir vários tipos de doenças (Thinkstock)

O sistema imunológico é o mecanismo pelo qual o nosso corpo luta contra invasores externos — vírus, bactérias, protozoários, fungos e até agentes químicos, como venenos — capazes de provocar doenças. Embora ele seja parte natural do organismo, é possível fortalecê-lo e torná-lo mais preparado para combater esses agentes, evitando ou retardando, assim, o surgimento uma série de problemas de saúde. A alimentação é uma das principais aliadas das células de defesa e, na quantidade adequada, certos nutrientes podem, entre outras coisas, aumentar o número dessas células no corpo e estimular a ação delas quando o organismo se depara com um quadro de infecção.

A vitamina C talvez seja o nutriente mais associado a uma boa imunidade — e não é à toa. Acontece que esse ‘exército’ de defesa é formado por células que nascem e morrem a todo o momento, como explica Luiz Vicente Rizzo, médico imunologista e diretor-superintendente do Instituto Israelita de Pesquisa Albert Einstein. “É um processo contínuo de renovação: quando há algum quadro de infecção, o número de células de defesa no organismo aumenta e, quando a resposta inflamatória acaba, as células morrem, pois deixam de ser úteis”, diz o médico. O que a vitamina C faz no corpo é evitar a morte — ou a oxidação — de parte dessas células, já que o nutriente possui propriedades antioxidantes. Portanto, a vitamina faz com que menos linfócitos morram e deixa o nosso corpo mais preparado para quando precisar lutar contra um agente externo.

Estilo de vida — No entanto, consumir apenas alguns alimentos que são benéficos ao sistema imune não é o suficiente para evitar o surgimento de doenças. “Não adianta tomar um litro de suco de laranja todos os dias se todos os seus outros hábitos prejudicam o organismo”, afirma Rizzo. “Como o sistema imune faz parte do organismo, tudo o que é bom para ele, é bom para a imunidade. Ou seja, dormir bem, ser fisicamente ativo, não fumar ou beber em excesso e, claro, ter hábitos alimentares saudáveis contribui para que a resposta do corpo a infecções seja mais poderosa.” Hábitos favoráveis à saúde, segundo Rizzo, quando seguidos a longo prazo, retardam o desgaste natural que ocorre com a saúde de todo o indivíduo ao passo que ele envelhece. “Doenças que surgem com a idade podem demorar mais para aparecer. É claro que o fator genético também interfere, mas dele não é possível fugir.”

Fonte: www.veja.abril.com.br – Saúde – 30/07/2012