NOTÍCIAS

Dieta e atividade física previnem câncer

23.07.2012

 



561--FotosaudaveleditadaPesquisadores europeus publicaram na revista The American Journal of Clinical Nutrition um estudo que confirmou o efeito de prevenção do câncer quando há aderência de uma alimentação saudável e prática de atividade física.
 
Estas recomendações foram baseadas no relatório “Alimentos, Nutrição, Atividade Física e Prevenção de Câncer”, da World Cancer Research Fund e American Institute for Cancer Research (WCRF/AICR, 2007). Em 2007, a WCRF/AICR emitiram dez recomendações (sendo duas especiais) sobre dieta, atividade física e controle de peso para a prevenção do câncer com base na mais completa coleção de evidências científicas disponíveis. Neste sentido, o objetivo desse estudo foi avaliar a efetividade dessas recomendações na prevenção do câncer.

O estudo incluiu 386.355 indivíduos de 9 países europeus participantes da Investigação Prospectiva Europeia sobre Câncer e Nutrição (estudo EPIC, do inglês,European Prospective Investigation into Cancer and Nutrition). No recrutamento, a informação nutricional, antropométrica e de estilo de vida foram coletadas. A análise se baseou nas seguintes recomendações da WCRF/AICR (2007), em que os indivíduos recebiam pontuações a cada recomendação seguida:

1-GORDURA CORPORAL: Seja o mais magro quanto possível dentro dos limites normais de peso corporal.
2-ATIVIDADE FÍSICA: Mantenha-se fisicamente ativo como parte da rotina diária.
3-ALIMENTOS E BEBIDAS QUE PROMOVEM O GANHO DE PESO: Limite o consumo de alimentos com alta densidade energética e evite bebidas açucaradas.
4-ALIMENTOS DE ORIGEM VEGETAL: Consuma principalmente alimentos de origem vegetal.
5-ALIMENTOS DE ORIGEM ANIMAL: Limite o consumo de carne vermelha e evite carnes processadas.
6-BEBIDAS ALCOÓLICAS: Limite o consumo de bebidas alcoólicas.
7-PRESERVAÇÃO, PROCESSAMENTO, PREPARO: Limite o consumo de sal e evite cereais e grãos mofados.
8-SUPLEMENTOS ALIMENTARES: Ter como objetivo o alcance das necessidades nutricionais apenas por intermédio da alimentação.

Os autores optaram por não incluir as outras duas recomendações especiais, referente à amamentação e sobreviventes de câncer, para não interferir na análise dos dados.

Os pesquisadores verificaram que a aderência das recomendações foi significativamente associada com diminuição do risco de câncer. Além disso, observaram que cada aumento da pontuação foi associado com uma redução do risco em 5% para todos os tipos de câncer, 12% para o câncer coloretal e 16% para o câncer de estômago. Foram encontradas associações significativas também para os cânceres de mama, endométrio, pulmão, rim, trato aerodigestivo superior, fígado e esôfago. No entanto, não houve associação significativa para os cânceres de próstata, ovário, pâncreas, cólon e bexiga.

“Em conclusão, os resultados deste estudo sugerem que seguir as recomendações da WCRF/AICR sobre dieta, nutrição, atividade física e controle de peso para a prevenção do câncer diminui o risco de desenvolver a maioria dos tipos de câncer em populações europeias. No entanto, são necessárias mais pesquisas para elucidar outros possíveis fatores de risco para o câncer e como a modificação destes fatores de estilo de vida poderia prevenir o câncer”, concluem os autores.

Fonte: Site www.nutritotal.com.br Data: 20/07/2012 Autor(a): Rita de Cássia Borges de Castro
Fotógrafo:    Rita C. B. Castro