NOTÍCIAS

Suplementos alimentares podem ter efeito inverso ao esperado

07.07.2011

 Fonte: HELPLINK 6 de junho de 2011

 

Atualmente, freqüentar uma academia somente não basta para alguns. Cada vez mais, as pessoas desejam desenvolver músculos em um curto espaço de tempo, e acabam sendo apresentados a suplementos alimentares que prometem o tão desejado ganho de massa muscular. O problema é que, caso sejam usados sem orientação, os suplementos podem ter o efeito inverso e representar um risco à saúde.

Os resultados rápidos podem ser perigosos, principalmente se a substância ingerida não for indicada por um profissional de saúde, como médico do esporte ou nutricionista. Ricardo Munir Nahas, médico especialista em medicina esportiva, acrescenta que os suplementos usados de maneira equivocada podem sobrecarregar o metabolismo, principalmente o fígado e os rins, por isso devem ser usados com parcimônia e acompanhamento médico e nutricional.

“Essas substâncias devem completar uma dieta balanceada e não substituí-la. Lembrando que existem indivíduos alérgicos a alguns componentes e outros que já tem doença hepática ou renal, que dificultará a metabolização e favorecerá o seu acúmulo, fazendo com que o suplemento tenha resultados inversos aos esperados”, explica Nahas.

Essa é uma visão compartilhada por Rafael Gomes, especialista em Bioquímica, Fisiologia, Nutrição e Treinamento Esportivo, que alerta sobre os perigos da ingestão de suplementos sem auxílio. “Se não existir alimentação, treino e descanso condizentes, nenhum suplemento fará o efeito esperado. Nestes casos, ou ele terá apenas efeito de placebo ou então a pessoa engordará”, esclarece Gomes.

Ele ressalta que a falta de orientação quanto à forma de ingestão e a quantidade calórica do que estão consumindo são as principais razões do ganho de peso, mas não de massa muscular. “Pessoas devidamente orientadas tomam quantidades corretas, normalmente bem inferiores àquelas consumidas por pessoas que não procuram o auxilio de um nutricionista, e conseguem atingir suas metas de maneira satisfatória e saudável. Qualquer alteração na alimentação ou inserção de substâncias que não fazem parte da dieta devem ser reportadas a um especialista. Tem muita gente fazendo besteira por falta de informação”, completa Gomes.