NOTÍCIAS

HÁBITOS ALIMENTARES SAUDÁVEIS COMEÇAM NA INFÂNCIA

06.01.2011

 Hábitos alimentares saudáveis são sempre motivo de discussão quando se fala de saúde e qualidade de vida. A dificuldade de fazer as crianças comerem adequadamente também dá muito o que falar no ambiente familiar. Dados recentes do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apurados pela Pesquisa de Orçamento Familiar mostram que os brasileiros estão abusando de alimentos industrializados e que o consumo exagerado de açúcar se tornou comum em todas as faixas de renda. As mães, geralmente responsáveis pelo abastecimento da casa, têm nas mãos o poder de tomar decisões definitivas capazes de dar à sua família uma vida saudável. Então, por que não ter a boa alimentação como prática diária?

No livro Comida de criança - Ajude seu filho a se alimentar bem sempre (MG Editores, 248 p., R$ 69,90), a nutricionista Cláudia Lobo explica que quem prepara a lista de compras precisa se convencer de que pensar no cardápio ideal requer dedicação. No supermercado, ela descreve o que as mães devem ter em mente para compor o cardápio doméstico, como atentar para os prazos de validade e fugir do apelo publicitário.

Cláudia faz uma afirmação incômoda para as mães, mas totalmente verdadeira: "você é responsável pela qualidade e pela quantidade de comida que seu filho come". Quando criança, a própria autora sempre teve suas vontades atendidas, só comia o que desejava. Bem intencionada e solícita, a mãe nunca imaginou que pudesse estar contribuindo para um quadro grave de obesidade. "Conto a minha história para ilustrar como é comum esse comportamento nas famílias. E, principalmente, para mostrar como isso acontece por falta de conhecimento", afirma a nutricionista, que é mãe de dois filhos. 

Dividida em cinco partes, a obra aborda os principais problemas do consumo de alimentos processados, explica a importância do consumo regular de proteínas, carboidratos, fibras e outros nutrientes, revela os benefícios do consumo de comida saudável e, principalmente, mostra como montar um cardápio equilibrado e tornar as refeições mais atraentes para as crianças. 

Em sua experiência profissional, Cláudia vivenciou inúmeros casos, como o de Júlia, mãe de Giulia (6 anos), que parou de satisfazer todos os desejos alimentares da filha. Ela instituiu um dia por semana para a menina escolher o que quer comer, pediu ajuda na hora de escolher as frutas, legumes e verduras e disponibilizou jogos e CDs de músicas relacionadas à alimentação saudável. "Ela também conversou muito com a filha sobre a importância de uma alimentação saudável para o corpo e contou com o apoio e a ajuda de toda a família para fazer que hoje, com 8 anos, Giulia coma de tudo, como frutas, verduras e legumes, leite e derivados, todos os tipos de carnes, e o melhor, com prazer", relata Cláudia.

No livro, Cláudia aborda a alimentação, a nutrição e a educação alimentar da criança de 2 a 12 anos. Mostrando de maneira fácil e rápida como montar um cardápio adequado à realidade de cada família, a autora ensina quais alimentos escolher na hora de comprar e por que fazê-lo; como economizar tempo e dinheiro; e como preparar refeições rápidas e nutritivas. 

Quando o assunto é alimentação na infância, o aspecto lúdico é fundamental, segundo a nutricionista. Giovana, mãe de Guilherme (5 anos) e Pietra (3 anos), apostou nas brincadeiras para promover a mudança. Os irmãos brincam de lanchonete onde só se servem alimentos saudáveis e que curam doenças: um freguês (uma das crianças) chega com um corte no dedo e o garçom (a mãe) oferece abacaxi, explicando que ajuda na cicatrização do machucado. Já a freguesa (Pietra), que adora cabelos compridos, pede uma porção de tomate e recebe a informação de que faz bem para as madeixas.

"Ao criar um filho, nas várias situações, o que se quer é o bem da criança, ensinando o bem e o mal. A alimentação está diretamente ligada a essa questão, sobretudo quando mostramos que escolhas certas fazem toda a diferença. Dessa forma, quebramos o ciclo vicioso que se estabeleceu durante gerações", afirma a autora. O livro fica completo com as mais de 50 receitas nutritivas, ricamente ilustradas, que ajudam pais e responsáveis a levar à mesa alternativas práticas, econômicas, nutritivas e muito saborosas de refeições para as crianças e para toda a família. 

A autora

Nascida em Goiânia em 1971, Cláudia Lobo formou-se em Nutrição pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e em Odontologia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas). Lutando contra o peso desde a infância, depois de ter seus dois filhos decidiu mudar radicalmente seus hábitos alimentares e os de toda a família - o que conseguiu com dedicação, estudo e perseverança. Ao mesmo tempo, concluiu a especialização em Nutrição Humana e Saúde pela Universidade Federal de Lavras (Ufla). Estava criado o cenário ideal para escrever este livro. Atualmente, Cláudia - que também se especializou em Educação Infantil pela Universidade Gama Filho (UGF) - atende em consultório particular na cidade de Tietê (SP) e presta consultoria a diversas escolas, implementando o "Programa Saúde na Escola", criado por ela com o objetivo de educar as crianças a respeito dos bons hábitos alimentares.


Mais informações com Ana Paula Alencar
11-4787-1322
11-9771-7336 
Email: imprensa@gruposummus.com.br
MSN: anapaulaalencar_1@hotmail.com
Skype: anapealencar
Twitter: @anapaula_press